Tutorial de linha de comando

Some developers like using the command line extensively. Godot is designed to be friendly to them, so here are the steps for working entirely from the command line. Given the engine relies on almost no external libraries, initialization times are pretty fast, making it suitable for this workflow.

Caminho

It is recommended that your Godot binary be in your PATH environment variable, so it can be executed easily from any place by typing godot. You can do so on Linux by placing the Godot binary in /usr/local/bin and making sure it is called godot.

Definindo o caminho do projeto

Dependendo de onde seu binário Godot está localizado e qual é seu diretório de trabalho atual, talvez seja necessário definir o caminho para o seu projeto para que qualquer um dos comandos a seguir funcione corretamente.

Isto pode ser feito dando o caminho para o arquivo `` project.godot`` do seu projeto como o primeiro argumento, assim:

[email protected]:~$ godot path_to_your_project/project.godot [other] [commands] [and] [args]

Ou usando o argumento `` –path``:

[email protected]:~$ godot --path path_to_your_project [other] [commands] [and] [args]

Por exemplo, o comando completo para exportar seu jogo (conforme explicado abaixo) pode ser assim:

[email protected]:~$ godot --path path_to_your_project --export my_export_preset_name game.exe

Criando um projeto

Criar um projeto a partir da linha de comando pode ser feito navegando no shell até o local desejado e criando um arquivo project.godot.

[email protected]:~$ mkdir newgame
[email protected]:~$ cd newgame
[email protected]:~/newgame$ touch project.godot

O projeto agora pode ser aberto com Godot.

Executando o editor

Running the editor is done by executing Godot with the -e flag. This must be done from within the project directory or a subdirectory, otherwise the command is ignored and the project manager appears.

[email protected]:~/newgame$ godot -e

Se uma cena foi criada e salva, ela pode ser editada posteriormente, executando o mesmo código com aquela cena como argumento.

[email protected]:~/newgame$ godot -e scene.tscn

Apagando uma cena

Godot é o amigo do seu sistema de arquivos e não criará arquivos extras de metadados. Use `` rm`` para apagar um arquivo de cena. Certifique-se de que nada faça referência a essa cena, senão um erro será lançado na abertura.

[email protected]:~/newgame$ rm scene.tscn

Executando o jogo

Para rodar o jogo, simplesmente execute Godot dentro do diretório ou subdiretório do projeto.

[email protected]:~/newgame$ godot

Quando uma cena específica precisa ser testada, passe essa cena para a linha de comando.

[email protected]:~/newgame$ godot scene.tscn

Depuração

Catching errors in the command line can be a difficult task because they just fly by. For this, a command line debugger is provided by adding -d. It works for running either the game or a simple scene.

[email protected]:~/newgame$ godot -d
[email protected]:~/newgame$ godot -d scene.tscn

Exportando

Exportar o projeto da linha de comando também é suportado. Isso é especialmente útil para configurações de integração contínua. A versão da Godot que é sem cabeça (construção de servidor, sem vídeo) é ideal para isso.

[email protected]:~/newgame$ godot --export "Linux/X11" /var/builds/project
[email protected]:~/newgame$ godot --export Android /var/builds/project.apk

Os nomes de plataforma reconhecidos pela opção `` –export`` são os mesmos exibidos no assistente de exportação do editor. Para obter uma lista de plataformas suportadas a partir da linha de comandos, tente exportar para uma plataforma não reconhecida e a listagem completa das plataformas suportadas pela sua configuração será mostrada.

Para exportar uma versão de depuração do jogo, use a opção `` –export-debug`` em vez de `` –export``. Seus parâmetros e uso são os mesmos.

Executando um script

É possível executar um script .gd simples a partir da linha de comando. Esse recurso é especialmente útil em projetos grandes, para conversão em lote de ativos ou importação / exportação personalizada.

O script deve herdar do SceneTree ou do MainLoop.

Aqui está um exemplo simples de como funciona:

#sayhello.gd
extends SceneTree

func _init():
    print("Hello!")
    quit()

E como executá-lo:

[email protected]:~/newgame$ godot -s sayhello.gd
Hello!

Se nenhum project.godot existir no caminho, o caminho atual é assumido como o diretório de trabalho atual (a menos que `` -path`` seja especificado).