Introdução

Esta série é uma coleção de boas práticas para ajudar você a trabalhar eficientemente com Godot.

Godot permite uma grande flexibilidade na forma como você estrutura uma base de código do projeto e a divide em cenas. Cada abordagem tem seus próprios prós e contras, e eles podem ser difíceis de balancear até que você trabalhe com o motor por tempo suficiente.

Há sempre muitas formas para construir seu código e resolver problemas específicos de programação. Seria impossível de cobrir todos eles aqui.

That is why each article starts from a real-world problem. We will break down each problem in fundamental questions, suggest solutions, analyze the pros and cons of each option, and highlight the best course of action for the problem at hand.

Você deve começar lendo Godot scenes and scripts are classes. Ele explica como os nós e as cenas de Godot se relacionam com classes e objetos em outra linguagem de programação Orientada a Objetos. Isso o ajudará a entender o resto da série.

Nota

The best practices in Godot rely on Object-Oriented design principles. We use tools like the single responsibility principle and encapsulation.